Auxílio emergencial – 10,6 mil servidores municipais do Paraná receberam pagamento

Mais de R$ 7,3 milhões foram pagos ilegalmente pelo auxílio emergencial, do Governo Federal, a servidores municipais de 388 cidades do Paraná, de acordo com um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR).

Auxílio emergencial: quem tem direito e como funciona a ajuda de R$ 600
O levantamento, divulgado pelo TCE nesta quinta-feira (28), contou com colaboração da Controladoria-Geral da União (CGU) e identificou que 10.648 servidores receberam o auxílio, do qual não possuem direito.

Veja, abaixo, as cidades com maior número de irregularidades identificadas.

Maringá: 566

Cascavel: 425

Curitiba: 351

Ponta Grossa: 330

Foz do Iguaçu: 281

Londrina: 258

Colombo: 186

Guaratuba: 153

Araucária: 123

São José dos Pinhais: 99

Paranaguá: 57

Piraquara: 51

Em somente 11 cidades paranaenses, conforme o TCE, não houve nenhum caso de irregularidade:

Centenário do Sul, Entre Rios do Oeste, Iguaraçu, Itaguajé, Juranda, Pinhalão, Saudade do Iguaçu, Sertanópolis, Tomazina, Verê e Vitorino.

O tribunal ressaltou que alguns dos servidores identificados no sistema podem ter sido vítimas de fraude, com o uso indevido do Cadastro de Pessoa Física (CPF), o que será investigado pelo governo.

G1

WhatsApp – Portal Voxnet – (44) 9 9756 9107 – Envie sua matéria, foto ou vídeo – Seja nosso Repórter

Mais de R$ 7,3 milhões foram pagos ilegalmente pelo auxílio emergencial, do Governo Federal, a servidores municipais de 388 cidades do Paraná, de acordo com um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR).

Auxílio emergencial: quem tem direito e como funciona a ajuda de R$ 600
O levantamento, divulgado pelo TCE nesta quinta-feira (28), contou com colaboração da Controladoria-Geral da União (CGU) e identificou que 10.648 servidores receberam o auxílio, do qual não possuem direito.

Veja, abaixo, as cidades com maior número de irregularidades identificadas.

Maringá: 566

Cascavel: 425

Curitiba: 351

Ponta Grossa: 330

Foz do Iguaçu: 281

Londrina: 258

Colombo: 186

Guaratuba: 153

Araucária: 123

São José dos Pinhais: 99

Paranaguá: 57

Piraquara: 51

Em somente 11 cidades paranaenses, conforme o TCE, não houve nenhum caso de irregularidade:

Centenário do Sul, Entre Rios do Oeste, Iguaraçu, Itaguajé, Juranda, Pinhalão, Saudade do Iguaçu, Sertanópolis, Tomazina, Verê e Vitorino.

O tribunal ressaltou que alguns dos servidores identificados no sistema podem ter sido vítimas de fraude, com o uso indevido do Cadastro de Pessoa Física (CPF), o que será investigado pelo governo.

G1

WhatsApp – Portal Voxnet – (44) 9 9756 9107 – Envie sua matéria, foto ou vídeo – Seja nosso Repórter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *