Covid-19 – Morre o jornalista esportivo Edegar Pascoal Schmidt

O jornalista esportivo Edegar Pascoal Schmidt, morreu aos 70 anos nesta segunda-feira (10).

Desde 2013 que o profissional estava com a saúde debilitada, pois sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral), o que fez parar de atuar em veículos de comunicação.

Além disso, o comentarista também se recuperava do novo coronavírus, mas durante o processo sofreu complicações.

Edegar Schmidt deixa a ex-esposa Maristela Bairros e os filhos Lourenço de 41 anos, e Manoela de 36 anos.

BIOGRAFIA

Natural de Cachoeira do Sul, Schmidt começou a carreira no Jornal do Povo, na cidade natal.

Já em Porto Alegre, atuou nos jornais do Grupo Caldas Júnior:

Correio do Povo, Folha Esportiva e Folha da Tarde.

Após, foi contratado pela rádio Difusora, onde permaneceu por apenas sete dias, trocando-a pela Rádio Guaíba no final anos 1960.

Começou como plantão de estúdio, passando depois a repórter e depois comentarista.

Também trabalhou na rádio e na TV Gaúcha e foi diretor de Esportes da TV Tarobá, afiliada da Rede Bandeirantes, em Cascavel, no Paraná.

Em seguida, voltou para Porto Alegre e comandou o Cadeira Cativa, programa esportivo que ele criou na TV2 Guaíba.

Ele também criou e apresentou o programa Preliminar, o Som do Futebol, na década de 1970.

Redação Catve.com

WhatsApp – Portal Voxnet – (44) 9 9756 9107 – Envie sua matéria, foto ou vídeo – Seja nosso Repórter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *