Crime > Homem morto em Guaíra havia registrado boletim de ocorrências durante a semana

O homem encontrado morto em Guaíra na manhã desta sexta-feira (26) havia registrado um Boletim de Ocorrências na última quarta-feira (24) no plantão da Polícia Civil de Maringá.

Dirceu de Campos Murdiga, de 56 anos, foi ferido por vários tiros na cabeça.

Após o crime, os bandidos levaram um automóvel Gol de cor branca carregado com mercadorias do Paraguai.

Policiais da fronteira foram mobilizados, mas os autores não foram presos.

Dirceu Murdiga era morador da cidade de Cambé.

Na Quarta-feira (24) ele registrou um B.O no plantão da 9ª SDP alegando que policiais civis usando uma Parati de cor branca teriam abordado ele na rodovia de Água Boa na quarta-feira (24) por volta do meio-dia.

Dirceu relatou no BO que estava dirigindo um GM Onix quando a Parati se aproximou para uma abordagem.

O denunciante relata que ficou por mais de 2 horas preso em uma viatura descaracterizada, e a carga de celulares avaliada em quase 200 mil reais tinha sido roubada juntamente com o carro que era locado.

Horas depois de registrar o boletim na delegacia, o delegado-adjunto de Maringá, Luiz Henrique Vicentini, descobriu que realmente houve uma abordagem de dois policiais civis, e que o veículo e os celulares contrabandeados do Paraguai haviam sido apreendidos e encaminhados para a Receita Federal. O Onix apreendido era locado.

Ainda segundo o delegado Dirceu Murdiga fugiu da abordagem deixando a mercadoria no veículo, por isso houve a apreensão dos objetos e não roubado como havia relatado no registro do Boletim de Ocorrências.

O corpo de Dirceu foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Guaíra.

O caso está sendo investigado.

André Almenara

WhatsApp – Portal Voxnet – (44) 9 9756-9107 – Envie sua matéria, foto ou vídeo – Seja nosso Repórter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *