Crueldade > Bebê é enterrado vivo pela bisavó sobrevive após resgate da polícia

Um bebê recém-nascido indígena ficou por cerca de seis horas enterrado antes de ser socorrido pela polícia na noite desta terça-feira (5), em Canarana, Mato Grosso.

A bisavó da criança teria enterrado a menina depois da neta dar à luz no banheiro e ela ter acreditado que o bebê nasceu morto.

Conforme sites locais, a polícia chegou até a casa da família depois que uma denúncia anônima ocorreu.

A informação que chegou aos policiais foi que a jovem teria tido a criança por volta do meio dia e às 16h o bebê foi enterrado no fundo de casa. A Polícia foi informada às 20h e uma equipe seguiu até o local.

Conversando com a bisavó do bebê, ela confessou que enterrou a menina e indicou o local, alegando que ela teria nascido morta por ser prematura.

Ainda segundo os sites locais, a bisavó, que foi presa posteriormente, disse que por esse motivo enterrou a criança sem comunicar a ninguém por ser costume da etnia que fica no Xingu.

A polícia isolou o local e acionou a perícia técnica. Na sequência, os policiais, sob orientação da perícia técnica, foram verificar se o óbito estava confirmado e começaram a escavar o terreno por volta das 21h00.

De repente, o choro do bebê foi ouvido e ele foi retirado e levado para o Hospital Municipal.

Questionada, a mãe da criança, uma adolescente de 15 anos, também disse que a menina tinha nascido morta.

A jovem foi levada ao hospital para receber atendimento e a bisavó foi encaminhada para a delegacia.

Midiamax

WhatsApp – Portal Voxnet – (44) 9 9756-9107

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *