Execução > Brasileiro é sequestrado e executado no Paraguai

A Força Tarefa Conjunta da polícia paraguaia informou que encontrou o corpo de Valmir de Campos, cunhado de Rudy Paetzol, prefeito de Coronel Sapucaia (MS), cidade que faz fronteira com Capitán Bado, no Paraguai.

O brasileiro teria sido executado por 6 homens que disseram pertencer a um grupo criminoso de guerrilha, denominado Exército do Povo Paraguaio (EPP).

A polícia paraguaia ainda não tem informações sobre o motivo da execução.

Valmir de Campos era brasileiro, tinha 48 anos e se dedicava à venda de madeira.

Os criminosos invadiram a fazenda “El Ciervo” onde ele trabalhava em um trator na extração de madeira com mais 4 pessoas, por volta de 15h.

Segundo a polícia, os homens renderam-no e o sequestraram junto com os demais, três paraguaios e um brasileiro. O restante do grupo foi liberado.

O corpo de Valmir foi encontrado às 23h45 de ontem, em uma região conhecida como Retiro Três Marias, na própria fazenda.

O corpo ficou no local até a manhã desta terça-feira (20), até a chegada da equipe forense do Ministério Público.

Os outros homens sequestrados junto com Valmir, disseram à polícia que ouviram disparos de arma de fogo e que viram maquinários da fazenda pegando fogo.

A fazenda El Ciervo fica a poucos quilômetros da fronteira do estado de San Pedro com Amambay, e faz parte da área onde o EPP é responsável por vários sequestros e assassinatos na região Leste do Paraguai.

O grupo de guerrilha, fundado em 2008, sustenta-se com o dinheiro de resgates de sequestros.

G1 MS

WhatsApp – Portal Voxnet – (44) 9 9756-9107 – Envie sua matéria, foto ou vídeo – Seja nosso Repórter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *