Fim do pedágio – Viapar comunica término das operações em 26 de novembro

Fim do pedágio – Viapar comunica término das operações em 26 de novembro

A Viapar, concessionária que administra rodovias no Paraná, anunciou nesta segunda-feira (22), que vai encerrar as operações nas estradas paranaenses nessa sexta-feira, 26 de novembro.

O término das operações da empresa ocorre por causa do fim do contrato de concessão das rodovias, previsto para esta data.

Em nota divulgada nesta segunda-feira, a Viapar destaca que a partir da 0h do sábado, 27 de novembro, deixará de fazer manutenção das rodovias, além de parar de executar outros serviços que são de competência da empresa, conforme previsto em contrato.

“A Viapar comunica aos usuários e à população em geral que a partir da zero hora do dia 27 de novembro encerrará suas operações, devido ao fim do contrato de concessão.

Deixa de fazer a manutenção das rodovias e de operar as ambulâncias, guinchos, caminhões pipa, caminhões boiadeiros e inspeção de tráfego.

Também encerra suas atividades no monitoramento de câmeras nas rodovias.

A empresa agradece seus usuários, população, colaboradores e fornecedores”, comunicou a concessionária.

O término dos contratos de concessão das rodovias paranaenses também vai resultar no fim da cobrança das tarifas de pedágio até que o novo modelo de concessão seja implementado.

Com o fim das operações das concessionárias no estado, segundo o Governo do Estado, as cancelas deverão ser abertas em todas as praças de pedágio, permitindo que os paranaenses trafeguem sem o pagamento das tarifas.

Conforme comunicado pela Viapar, nos locais onde há administração da empresa, a cobrança deixará de existir a partir do próximo dia 27.

Até que os trechos sejam assumidos pelas concessionárias, o Paraná poderá ficar até 1 ano com as cancelas de pedágio abertas.

A informação foi confirmada pelo secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Paraná, Guto Silva (PSD), durante evento em Maringá em agosto.

Segundo ele, o estado se prepara para continuar oferecendo os serviços essenciais aos motoristas e mantendo a manutenção das rodovias enquanto a nova empresa não assume os serviços.

Novo modelo de concessão

O modelo das futuras concessões foi decidido em conjunto entre o Governo do Paraná e a União.

O anúncio foi feito ainda em agosto, durante um evento no Palácio do Iguaçu que teve a presença do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Foi decidido por um modelo de menor tarifa, sem limite de desconto e com a garantia de obras a partir de um seguro-usuário, que será proporcional ao desconto tarifário apresentado no leilão.

Além da menor tarifa, que poderá ser até 50% mais baixa que atual, o futuro modelo atende também outros dois critérios: transparência, com o leilão feito na Bolsa de Valores e aberto para participação de investidores de todo o mundo, e garantia de obras, com cerca de 90% delas sendo executadas já nos 7 primeiros anos de contrato.

Portal Voxnet – Via Assessoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/wwport/public_html/wp-includes/functions.php on line 5107