Herança 4 – Presa como suspeita de mandar matar o próprio pai pede prisão domiciliar

Herança 4 – Presa como suspeita de mandar matar o próprio pai pede prisão domiciliar

A defesa de Dayane Claudino Miranda Marcos pediu revogação da prisão preventiva, para mulher cuidar dos filhos com Tiago da Rosa Marcos, também preso por mandar matar fazendeiro.

A defesa da advogada Dayane Claudino Miranda Marcos, presa preventivamente por mandar matar o próprio pai, em Naviraí (MS), entrou com pedido de prisão domiciliar, na terça-feira (23).

Dayane pede a alteração da prisão preventiva para cuidar dos filhos com Tiago da Rosa Marcos, que também está preso pela morte do sogro.

Câmeras de segurança chegaram a registrar o momento em que o produtor rural Paulo Sergio de Freitas Miranda, de 57 anos, foi assassinado.

Conforme o advogado da ré, o pedido tem como base o artigo 318 do Centro de Progressão Penitenciária (CPP).

“Nós fizemos o pedido, pois ela tem dois filhos de diminuta idade, 4 e 6 anos, se eu não me engano.

Tem uma lei de 2016 [13.257/2016] que permite que a mãe, entre a necessidade da prisão processual cautelar e o interesse das crianças, prevalece o último.

Sobretudo, quando o marido, o pai das crianças está detido.

Então, esse é o pedido da defesa nesse primeiro momento, uma conversão da prisão processual, que é a preventiva, em domiciliar, ainda que com tornozeleira.

Ainda não há um posicionamento judicial sobre esse pedido”, afirma o advogado de Dayane, Flávio Módena Carlos.

Relembre o caso

O homicídio aconteceu em Naviraí, distante a 342 quilômetros de Campo Grande.

Segundo as investigações da Polícia Civil, Paulo Sergio de Freitas Miranda, de 57 anos, teve a morte encomendada por Dayane e Tiago, que estariam com problemas financeiros e desejavam receber a herança da família.

Além de Paulo, a esposa dele e mãe da suspeita de ser mandante, também seria alvo do crime.

A investigação concluiu que o crime foi planejado pelo casal, sendo que o primo do genro da vítima teria envolvimento e foi o responsável por procurar o pistoleiro, oferecendo o valor de R$ 20 mil para cada um pelo crime.

Portal Voxnet – Via g1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/wwport/public_html/wp-includes/functions.php on line 5107