Operação – Dois presos suspeitos da morte de militar em Guaíra

Duas pessoas foram presas na operação da Polícia Federal (PF) para combater o tráfico transnacional de drogas, nesta quarta-feira (20).

Os mandados foram cumpridos em Guaíra, na região oeste do Paraná, e em Itaquiri, no Mato Grosso do Sul.

A operação foi batizada de Homem Anjo, e três alvos estão foragidos.

Os presos devem responder por homicídio, organização criminosa e tráfico internacional de drogas.

A ação também foi deflagrada com o objetivo de identificar os responsáveis pela morte do militar do Exército Daniel Henrique Trarbach.

‘Ele foi treinado para sobreviver’, diz mãe de soldado sobre esperança de encontrar filho desaparecido no Rio Paraná.

O crime ocorreu no dia 10 deste mês. Trarbach estava com dois outros militares participando de um patrulhamento do Rio Paraná quando a embarcação foi atingida por uma lancha de um comboio, em alta velocidade, carregada com entorpecentes.

Um dos barcos foi jogado para cima da lancha da PF.

O militar caiu na água e o corpo dele foi encontrado cinco dias depois, segundo a PF.

Os outros dois militares tiveram ferimentos na cabeça e foram encaminhados para uma Unidade de Pronto Atendimento (Upa).

No dia seguinte, eles receberam alta.

Além dos mandados de prisão, também foram cumpridos cinco ordens de busca e apreensão.

A equipe apreendeu celulares, drogas e vários objetos.

Segundo os dois militares que também estavam no barco, o local estava escuro no momento do acidente.

Eles disseram que foram surpreendidos pelo comboio com quatro barcos de contrabandistas e traficantes em alta velocidade.

O choque foi tão forte, conforme eles, que um dos soldados chegou a desmaiar, mas foi socorrido pelo colega. O terceiro militar, que era Daniel, caiu na água.

Antes da operação, que dura há um ano, cerca de 300 barcos cruzavam as águas do Rio Paraná levando mercadorias contrabandeadas.

RPC

WhatsApp – Portal Voxnet – (44) 9 9756 91 07 – Envie sua matéria, foto ou vídeo – Seja nosso Repórter

Comente – Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *