Tenso > A cada 19 horas, uma criança é assassinada no Paraná

O Brasil está de luto. Na última sexta-feira, a menina Ágatha Félix, de apenas oito anos, foi morta com um abala perdida tomada nas costas quando estava dentro de uma kombi com a mãe, retornando para sua casa no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro.

Os autores do disparo ainda não foram identificados, mas policiais militares que perseguiam um motociclista estão entre os suspeitos.

Tristemente, porém, episódios assim não são uma exclusividade carioca.

E a prova disso é que os homicídios de criança atingiram um nível recorde no Brasil. Só no Paraná, por exemplo, os dados do Ministério da Saúde revelam que a cada 19 horas, aproximadamente, uma criança ou adolescente são assassinados.

Os dados, compilados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), revelam que entre 1996 e 2017 um total de 10.213 jovens com até 19 anos de idade foram assassinados no Estado, que aparece em 7º lugar no ranking nacional, se considerados os números absolutos, atrás apenas do Ceará (10.272), de Minas Gerais (14;038), da Bahia (15.824), de Pernambuco (16.180), do Rio de Janeiro (24.288) e de São Paulo (32.674).
Apenas em 2017, último ano com dados disponíveis, 366 crianças foram assasinadas no Paraná.

O número assusta, mas ainda é o melhor (ou menos pior) dado desde 2001, quando 305 mortes foram registradas no Estado. Na comparação com 2016, inclusive, verifica-se uma redução de 22,9% — naquele ano, foram 475 assassinados de crianças ou adolescentes por aqui.

Por outro lado, quando verificado os dados a nível nacional, extingue-se qualquer motivo para celebração. Em 2017, 11.484 pessoas menores de 19 anos foram assassinadas no Brasil, o que dá uma média de um assassinato a cada 46 minutos, ou ainda 32 mortes por dia.

Na comparação com o ano anterior (2016), verifica-se um aumento de 3,1%.

Armas de fogo
No Paraná, 78,7% das mortes de crianças e adolescentes vítimas de agressão acontecem com o uso de uma arma de fogo.

Entre 1996 e 2017, foram 8.041 jovens mortos baleados.

Já no Brasil, nesse mesmo período foram 149.334 mortes por disparo de arma de fogo, respondendo por 77% do total (193.645 mortes).

No Paraná, apenas em 2017 foram mortas a tiros 278 crianças e adolescentes.

Na comparação com o ano anterior, contudo, registrou-se uma redução de 26,8%.

Já no Brasil inteiro, foram 9.519 mortes, com alta de 3,9% e outro recorde para a série histórica do Ministério da Saúde.

Bem Paraná

WhatsApp – Portal Voxnet – (44) 9 9806 90 99 – Envie sua matéria, foto ou vídeo – Seja nosso Repórter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *