Tenso – Ministério Público Federal pede fechamento do comércio em Cascavel

O MPF (Ministério Público Federal) se manifesta contrário a atual flexibilização das atividades comerciais em Cascavel e reconhece que é preciso restrições, como já ocorreu por meio de decreto municipal

Ofício foi encaminhado ao prefeito Leonaldo Paranhos com esse apontamento após reunião nesta sexta-feira (5) diante da pandemia da Covid-19 na cidade.

Segundo o documento assinado pela procuradora Andressa Caroline de Oliveira Zanette, a fim de reduzir a transmissão do vírus, devem funcionar apenas serviços de primeira necessidade da população como supermercados, farmácias e postos de combustíveis, etc.

A restrição no comércio considera o período de 10 a 21 de junho.

Segundo o MPF, também deve ser analisada pela Vigilância Sanitária, a situação de frigoríficos, onde recentemente foram revelados focos de transmissão da Covid-19.

Por meio do ofício, o MPF manifesta ainda preocupação com possível colapso na Macrorregião Oeste diante da necessidade de leitos e solicita ainda que seja esclarecido pelo prefeito, após anúncio de que a cidade estaria no “início do pico”, sobre a previsão para o fim do pico e redução dos casos, com embasamentos técnicos.

Redação Catve.com

WhatsApp – Portal Voxnet – (44) 9 9756 9107 – Envie sua matéria, foto ou vídeo – Seja nosso Repórter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *